As estátuas de tolerância

Eu utilizei a SAS Scandinavian Airlines para o meu próximo destino, sendo uma companhia aérea nacional, e apenas uma hora de vôo, as aeromoças são mais discretas, eu só tive um café e elas já desaparecem atrás da cortina da Business Class.

Esta manhã, apenas saímos do museu, Mats me levou a um pub onde havia comida norueguesa. Nós dois optamos por um sanduíche de salada de camarão com suco de maçã. Onde almoçamos, me diz Mats, é uma área de elite, como “Parioli” em Roma, há outras duas áreas igualmente caras: Frogner, não muito longe de lá, onde não há apartamentos ou edifícios, apenas Vilas e casas. Outra área muito cara é a parte que dá para o mar, onde muitas vezes os proprietários também têm a sua própria praia privada. Vamos tomar café da United Bakery, como é de costume para Mats, e desfrutamos de um café enquanto caminhávamos ao longo de uma avenida cheia de árvores. Parece que estamos como em Sex and the City!

Vimos uma área proibida devido ao fato de que hoje é Hilary Clinton está em Oslo e todas as estradas estão fechadas próximas da embaixada dos EUA e onde o Ministro Americano das Relações Exteriores tem suas acomodações.

Chegamos na frente de um grande portão onde dentro há um enorme parque. Os caminhos entre mim e Mats estão divididos. Ele me disse que estava feliz por me conhecer e quer que eu possa voltar em breve a Oslo! Eu aproveito a oportunidade para visitar o Parque Vigeland. No início (antes das estátuas reais que eu posso ver à distância), há uma estátua viva vestido como Napoleão para me receber. Ele levanta sua espada na esperança de que ele possa encontrar uma recompensa financeira. Infelizmente, isso provou-se ilusório.

Depois de uma longa avenida de árvores, eu alcanço a ponte com as estátuas verde escuro. No final da ponte há uma fonte enorme com cavaleiros no centro e nas laterais estátuas de soldados seminus. Eu fico por lá para descansar e relaxar escutando os sons dos jatos de agua da fonte. Então eu continuo andando até chegar a um local com escadas em cada canto e acima em cada um deles, uma estátua. No meio há um obelisco que eu já via distância, uma vez que era bem alto, mas ate então eu não havia compreendido que era uma orgia de estátuas! De repente me lembraodo vídeo de Kylie Minoque “All The Lovers”. Também as estátuas me fazem pensar, parece convocar a luta contra o preconceito. Há dois homens descansando suas testas uma contra a outra, mas não para uma luta, duas mulheres se beijando, crianças, um ménage à trois, homens velhos e velhas, se abraçando e se tocando, mas também uma grande família, crianças, meninas, e um mãe que sorri para seu filho.

Eles dão a idéia de que o amor não é padronizado, o amor esta em  cada uma das estátuas deste lugar!